Tire todas as suas dúvidas sobre o desvio de septo!

Atualizado: 26 de Mar de 2019


Você sente seu nariz congestionado apenas em uma narina e costuma dormir de boca aberta? A sinusite parece recorrente e interminável, e ainda pior em um dos lados do rosto? Cuidado, você pode sofrer de uma condição chamada desvio de septo!


O septo nasal é uma parede constituída por elementos ósseos e cartilaginosos, cuja função é separar nossas duas cavidades nasais. Sua localização ideal é na porção medial do nariz, mas, para a maioria das pessoas, isso geralmente não acontece.


Mesmo assim, o desvio só tem importância  quando o septo apresenta uma curvatura que leva a alteração na dinâmica do fluxo de ar , gerando sintomas na respiração por essa assimetria ou mesmo bloqueio da respiração por uma das narinas.


Para o diagnóstico correto, é necessária uma investigação minuciosa: muitas vezes apenas o exame clínico não é suficiente , tornado-se necessários exames de vídeo endoscopia(no consultório) e até mesmo tomografias.


Conheça, neste post, as principais formas de tratamento para a doença e a quem recorrer em uma situação extrema. Boa leitura!


Quais são as causas do problema?


O desvio de septo exibe um forte componente genético e pode ser, inclusive, o indicativo de outras doenças, como a Síndrome de Marfan. Essa síndrome afeta a produção de tecido conjuntivo e, consequentemente, das cartilagens corporais.


Outras vezes, a condição é congênita — pode acontecer durante ou após o nascimento. Nesses casos, ocorre uma compressão nasal no indivíduo no canal de parto e ou mesmo durante o crescimento , levando-o as conseqüências futuras.


O crescimento dos ossos da face durante a infância também pode gerar um leve desvio na cartilagem. Assim, a condição é adquirida durante o desenvolvimento da criança, diferindo-se dos componentes genéticos e congênitos.


Por fim, o desvio septal pode surgir por meio de alguns traumas — como acidentes na região nasal que interferem na simetria da cartilagem.


Quais são os sintomas?


Em alguns casos, o desvio de septo consegue permanecer assintomático na maior parte do tempo — os sinais podem transparecer apenas durante doenças do trato respiratório, como resfriados e crises de rinite.


Nessas doenças, ocorre a obstrução das vias respiratórias por conta da inflamação das mucosas nasais. Unindo isso ao problema do septo, constatamos uma piora significativa das condições do indivíduo: os resfriados duram mais e parecem ainda piores.


Quando o desvio é mais acentuado, o paciente sofre mesmo sem o surgimento de doenças. Ele pode ter dificuldades para respirar, dores constantes de cabeça — um lado é mais oxigenado do que o outro — e sangramentos nasais. Ao dormir, pode demonstrar roncos e apneia do sono: a baixa oxigenação é tamanha a ponto de ocorrer a interrupção da respiração(apneia).


Às vezes, a deformidade no septo também exibe um problema estético. O nariz do paciente apresenta uma curvatura na parte horizontal do dorso. Indicamos neste caso rinosseptoplastia estética associada a funcional.


A quem procurar?


O desvio de septo deve ser diagnosticado por um médico otorrinolaringologista, que utilizará exames clínicos para definir a condição de forma precisa. O médico analisará os sintomas descritos pelo paciente e utilizará um instrumento para abrir e explorar o interior das narinas.


Com o diagnóstico em mãos, o otorrinolaringologista estudará a melhor forma de acabar com o desvio.


Quais são as formas de tratamento?


Cirurgia


O especialista encaminhará o paciente para uma cirurgia se o desvio for muito proeminente. A septoplastia é uma cirurgia corretiva que pode ser feita em associação a outras cirurgias nasais, como a rinoplastia, de caráter estético.


O procedimento dura cerca de uma hora e é realizado em um hospital, sob dois tipos possíveis de anestesias: anestesia local, para desvios pequenos; ou anestesia geral, para problemas nasais mais sérios. O paciente pode voltar para casa no mesmo dia ou, no máximo, no dia seguinte. Geralmente se tem feito com anestesia geral e a alta é realizada mesmo dia , quando paciente em boas condições.


O melhor momento para fazer a cirurgia é no término da adolescência ou durante a vida adulta, quando o crescimento ósseo da face já chegou ao fim.


Em desvio complexos, a septoplastia pode ser indicada para crianças, mas é provável que os benefícios do procedimento não durem muito tempo — o desvio de septo pode retornar ao longo do amadurecimento da pessoa, sendo necessária uma nova cirurgia.


Paliativos


Não existe outra forma de tratamento eficaz para tal problema. O paciente pode escolher não fazer a cirurgia e viver com procedimentos paliativos, que apenas combatem os sintomas.


O uso de um descongestionante nasal pode ajudar a acabar com a sensação de entupimento, mas pode viciar o indivíduo — caso não mantenha o uso do produto, o paciente se sentirá extremamente sufocado.


Os anti-histamínicos agem contra alguns sintomas de alergia, como a obstrução nasal. No entanto, eles causam sonolência e costumam afetar tarefas que exigem coordenação motora, como a condução de veículos.


O paciente também tem a possibilidade de utilizar esteróides(corticóides) nasais. Esses medicamentos reduzem a inflamação nasal e facilitam a drenagem de muco das narinas. Os esteróides demoram cerca de duas semanas para atingir seu efeito máximo.


Como funciona o pós-operatório?


Possíveis riscos


Por se tratar de um procedimento incisivo, a septoplastia pode apresentar, no pós-operatório, infecções e sangramento nasal. Algumas complicações são incontroláveis, como a cicatrização do paciente e possíveis reações psicológicas.


Para aqueles que aliarão a septoplastia com a rinoplastia, o acompanhamento de um psicólogo é primordial. Em alguns casos, há pacientes que não se identificam com a nova aparência e sofrem uma crise de identidade. Indivíduos com histórico de depressão na família também devem ser acompanhados.


Recomendações

Após a cirurgia, o médico insere o splint nasal no paciente. É um pequeno tubo de silicone, cuja função é evitar futuros sangramentos, manter a localização correta do septo operado e garantir uma boa cicatrização. Dois splints nasais são colocados — um em cada narina.


Para casos com predisposição a sangramentos fora do normal, o médico optará por inserir o tampão nasal nas narinas do paciente. Importante lembrar que o indivíduo não ficará sufocado. O tampão possui uma abertura central, permitindo a passagem de ar.


A retirada desses componentes ocorre uma semana após a cirurgia e é realizado no consultório.. Indolor e é utilizado anestésico local.


O que esperar após a cirurgia?


A septoplastia mostra seus frutos entre duas e quatro semanas. A qualidade ventilatória é evidente, e os sintomas, comuns anteriormente, apresentam grande melhora.


Apesar dos riscos — existentes em qualquer cirurgia — a septoplastia resolve com perfeição o desvio de septo e os problemas a ele relacionados. Para obter bons resultados, é essencial procurar um especialista.


Agora você já sabe exatamente o que é o desvio de septo, como é diagnosticado e tratado, não é mesmo? Aproveite para curtir a nossa página no Facebook e não perder nenhum de nossos conteúdos! Venha conhecer nossa clínica .

2,004 visualizações

 ASA SUL 

Endereço:

709/909. Centro Médico Julio Adnet - SEPS SEP Sul, Sia Lt A - Clínica 2, Subsolo - CEP: 70390-095

Navegue Até Nós

#maps_padrão_1.png
waze_02.png
Uber_100x100.png

 ASA NORTE 

Endereço:

Ed. Cléo Octávio - Em frente HRAN. Setor Médico Hospitalar Norte - CEP: 70710-100

Navegue Até Nós

#maps_padrão_1.png
waze_02.png
Uber_100x100.png

 TAGUATINGA 

Endereço:

Ed. Pátio Capital QS 3. - Pistão Sul. / Térreo
CEP: 71953-000

Navegue Até Nós

#maps_padrão_1.png
waze_02.png
Uber_100x100.png

Sobre a Otorrino DF

Consultas médicas, exames e cirurgias para pacientes com necessidades relacionadas ao ouvido, nariz e garganta.
Será um prazer receber você aqui em nossa clínica! 

Nossos Médicos

Os profissionais da clínica Otorrino DF buscam atualizações constantes em suas especialidades visando oferecer atendimento personalizado e humanizado a seus pacientes.

  • Instagram - Otorrino DF
  • YouTube - Otorrino DF
  • LinkedIn - Otorrino DF
  • Facebook - Otorrino DF
  • Twitter OtorrinoDF
bg otorrino pediatra df emergencia criança otorrinolaringologia asa sul asa norte brasilia distrito federal lago sul lago norte urgente ouvido nariz garganta adulto
nariz otorrino pediatra df emergencia criança otorrinolaringologia asa sul asa norte brasilia distrito federal lago sul lago norte urgente ouvido nariz garganta adulto
Clínica Otorrino DF © Todos os direitos Reservados