top of page

Imunoterapia: Conheça os benefícios

Se você sofre com alergias respiratórias, como a rinite, sabe como essas condições podem impactar significativamente a sua qualidade de vida. E é justamente para ajudar pessoas como você que a imunoterapia para alergias respiratórias tem se destacado como uma opção de tratamento eficaz. Vamos explorar o que é a imunoterapia, como ela funciona, sua eficácia, benefícios, quem pode se beneficiar, os tipos disponíveis e os possíveis efeitos colaterais.

O QUE É A IMUNOTERAPIA PARA ALERGIAS RESPIRATÓRIAS?


A imunoterapia, também conhecida como "vacina para alergia", é um tratamento que visa modificar a resposta do sistema imunológico do paciente às substâncias alergênicas, como ácaros, pólen, mofo e pelos de animais. O objetivo é reduzir a sensibilidade do corpo a essas substâncias, aliviando assim os sintomas das alergias respiratórias.

COMO A IMUNOTERAPIA FUNCIONA?


A imunoterapia envolve a administração controlada e gradual das substâncias alergênicas ao paciente, inicialmente em pequenas doses. Com o tempo, a quantidade é aumentada, permitindo que o sistema imunológico se adapte e se torne menos reativo a essas substâncias. Isso resulta em uma diminuição dos sintomas alérgicos ao longo do tempo.

EFICÁCIA E BENEFÍCIOS


A imunoterapia tem se mostrado altamente eficaz no tratamento das alergias respiratórias. Os benefícios incluem:

  • REDUÇÃO DOS SINTOMAS - Muitos pacientes experimentam uma redução significativa nos sintomas, como espirros, coriza, coceira nos olhos e falta de ar.

  • MENOS NECESSIDADE DE MEDICAMENTOS - A imunoterapia pode reduzir a dependência de medicamentos para controle dos sintomas.

  • PREVENÇÃO DE PIORA - Em alguns casos, a imunoterapia pode prevenir o agravamento das alergias, evitando o desenvolvimento de asma em pacientes com rinite alérgica, por exemplo.

  • MELHORA NA QUALIDADE DE VIDA - Com menos sintomas alérgicos, os pacientes podem desfrutar de uma melhor qualidade de vida e maior bem-estar.


QUEM PODE FAZER A IMUNOTERAPIA?


A imunoterapia é indicada para pessoas que têm alergias respiratórias comprovadas por testes alérgicos. Geralmente, é recomendada quando os sintomas são graves, persistentes e não respondem bem aos medicamentos convencionais.

TIPOS DE IMUNOTERAPIA DISPONÍVEIS

Existem dois principais tipos de imunoterapia para alergias respiratórias:

  • IMUNOTERAPIA SUBCUTÂNEA (INJEÇÕES) - Envolve a administração de injeções subcutâneas em um consultório médico. Normalmente, é realizada uma vez por semana durante um período de 3 a 5 anos.

  • IMUNOTERAPIA SUBLINGUAL (TABLETES OU GOTAS) - O paciente toma uma dose diária sob a língua, em casa, com a devida prescrição médica. O tratamento pode durar de 3 a 5 anos

A escolha entre esses dois tipos depende das necessidades individuais do paciente e da recomendação médica.


Aqui na OtorrinoDF optamos por realizar a imunoterapia sublingual, para isso entregamos aos pacientes kits para que o tratamento seja realizado em casa, de acordo com as orientações do otorrinolaringologista.


POSSÍVEIS EFEITOS COLATERAIS

Embora a imunoterapia seja geralmente segura, pode causar efeitos colaterais leves, como coceira ou inchaço no local da administração. Raramente, podem ocorrer reações alérgicas mais graves, por isso é fundamental que a imunoterapia seja administrada sob a supervisão e orientação do seu otorrinolaringologista.

A imunoterapia para alergias respiratórias é uma opção eficaz e promissora para aqueles que sofrem com essas condições. Ela oferece a possibilidade de reduzir sintomas, melhorar a qualidade de vida e diminuir a dependência de medicamentos.

No entanto, é importante discutir com um médico a adequação desse tratamento para o seu caso específico e compreender os potenciais benefícios e riscos envolvidos.


Afinal, uma vida mais livre de alergias pode estar ao seu alcance.


143 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page