Entenda quais são as causas e como tratar o mau hálito


Todo mundo já passou por isso em algum momento da sua vida, e não é só quando acorda: estamos falando do mau hálito, também chamado de halitose — o que pode ser embaraçoso e, em alguns casos, causar constrangimentos e ansiedade. Não se trata de uma doença, mas um sinal de que algo em nosso corpo não está bem, por isso, merece atenção e cuidados.


Não é de admirar que as prateleiras das lojas estejam cheias de gomas de mascar, balas, enxaguantes bucais e outros itens projetados para combatê-lo. Todavia muitos desses produtos são apenas medidas temporárias que não resolvem totalmente o problema. Isso porque nem sempre a origem está relacionada a nossa boca.


Conheça agora as diferentes causas e os tratamentos para esse problema tão comum. Acompanhe!


O que é o mau hálito?


O mau hálito nada mais é do que um cheiro desagradável proveniente da cavidade bucal. Pode acontecer em momentos isolados ou ser uma condição crônica — que é quando a pessoa sofre com o quadro constantemente ou durante muito tempo.


Existem diferentes tipos de odores ruins e cada um deles, geralmente, está ligado a uma situação específica.


Quais as causas?


São muitos os motivos que levam alguém a sofrer com halitose. Conheça os principais a seguir!


Alimentação


Basicamente, todos os alimentos que comemos começam a ser quebrados na boca. Se consumimos opções com odores fortes — como alho ou cebola —, a escovação, o uso do fio dental e até mesmo o enxaguante bucal apenas encobrem o odor temporariamente. Ele não desaparece por completo até que os alimentos tenham sido totalmente digeridos pelo nosso corpo.


Já quem segue dietas low carb ou cetogênicas podem forçar seu organismo a queimar gordura como combustível. Essa prática pode fazer com que o organismo produza substâncias químicas chamadas cetonas, que são liberadas na respiração, emitindo um estranho odor de frutas ou de acetona. A boa notícia é que, muitas vezes, é passageiro, enquanto o corpo se ajusta à mudança.


Má higiene


Não tem jeito: quem não faz a higiene oral correta, mais cedo ou mais tarde, sofre as consequências. Um ambiente que não é bem limpo acumula bactérias que produzem substâncias que fazem com que a boca cheire mal. Os que não escovam os dentes regularmente, nem usam fio dental, correm o sério risco de que qualquer comida presa entre os dentes sirva como alimento para esses microrganismos.


Uso do cigarro e ingestão de álcool


O ato de fumar, além de manchar os dentes, coloca sua saúde bucal em risco. O tabaco reduz a capacidade de saborear alimentos e irrita os tecidos da boca. Além disso, seus usuários têm maiores chances de sofrer de doença nas gengivas. Como fumar também afeta o olfato, os fumantes podem não estar cientes de como seu hálito cheira.


Os que consomem muita bebida alcoólica não ficam muito atrás, uma vez que essa substância resseca a boca e contribuiu para o” bafo de dragão.


Diabetes


Os diabéticos sofrem de uma produção inadequada de insulina, fazendo com que eles queimem gordura e produzam cetonas — isto significa que estão mais propensos ao mau hálito. Um medicamento usado para tratar o diabetes, chamado metformina, também pode agravar o odor bucal.


Pouca saliva


A boca seca também explica um hálito ruim. Isso porque a saliva é necessária para umedecer a região, neutralizar os ácidos produzidos pela placa e lavar as células mortas que se acumulam na língua, nas gengivas e nas bochechas. Quando não são removidas, essas células se decompõem e podem causar mau hálito.


A baixa produção de saliva pode ser um efeito colateral de vários medicamentos, problemas nas glândulas salivares ou devido à respiração contínua pela boca.


Inflamação na gengiva


O mau hálito persistente pode ser um sinal de alerta para uma doença da gengiva. A gengivite é causada pelo acúmulo de placas nos dentes. As bactérias causam a formação de toxinas que irritam o local. Se essa situação continuar sem tratamento, pode causar outros danos.


Saburra lingual

A saburra lingual, uma das maiores causas do cheiro ruim na boca, é uma placa esbranquiçada ou amarelada localizada no fundo da língua e é capaz de se estender até a metade dessa região.

Basicamente, ela é formada pela descamação de diversos pequenos pedaços de pele que soltam das bochechas e dos lábios ou ainda da diminuição da saliva.


Há diferentes razões pelas quais isso pode acontecer, entre elas estão o ressecamento causado pela respiração bucal ou ronco.


Placas de bactérias


Nas pessoas que não escovam nem usam fio dental diariamente, as partículas de comida permanecem na sua boca, causando mau hálito. Um filme incolor e pegajoso se forma nos dentes. Se não for removida, a placa tende a irritar as gengivas e, eventualmente, formar bolsas entre os dentes e a periodontite.


Nossa língua também é capaz de armazenar bactérias que produzem odores. Dentaduras que não são limpas regularmente ou não se encaixam corretamente podem abrigar germes causadores de odor e pequenos fragmentos de alimentos.


Em último caso, pode causar perda de dentes, sem não mencionar o aumento do risco de complicações na gravidez e doenças cardíacas.


Cáseos amigdalianos

Algumas vezes, bactérias, detritos alimentares, células mortas, muco e outros materiais ficam presos nas fendas das amídalas. Esses materiais podem se acumular e, eventualmente, endurecer, formando uma espécie de pedra.


Isso ocorre com mais frequência em pessoas que sofrem de inflamações crônicas na garganta ou repetidas crises de amigdalite. Sendo assim, a halitose que acompanha uma infecção nessa região é um indicador de cáseos.


Sinusite


Quando isso acontece seus seios nasais ficam inflamados o que faz com que o muco produzido nessa área pare de circular e se acumule. Esse é um ambiente ideal para certas substâncias crescerem e se multiplicarem, e pode resultar em um odor fétido.


Doença periodontal


Essa é uma condição bucal grave, que é como uma gengivite só que maior e mais assustadora. Começa com uma doença gengival simples. No entanto, ao longo do tempo, a placa bacteriana e suas colônias que irritam as gengivas migram, gradualmente, pelas raízes dos dentes. Com isso, eles apodrecem e soltam, as gengivas ficam vermelhas e se afastam de seus dentes, e a respiração tem um cheiro extremamente desagradável.


Como tratar?


Em alguns casos, o dentista pode tratar a halitose após fazer um exame bucal. Nele, serão checados os lábios, as bochechas, os dentes, a gengiva e a higiene local. Entretanto, se ele determinar que sua boca está saudável, você deve ser encaminhado a outros especialistas, como o otorrinolaringologista.


Nos casos de ansiedade, baixa autoestima e excesso de estresse associado ao mau hálito é indicado acompanhamento psicológico para um tratamento emocional.


Nem sempre é fácil saber se temos mau hálito. Outras pessoas costumam notar primeiro, mas podem ficar desconfortáveis em contar. Um teste simples para descobrir se você sofre com esse problema é lamber o interior do seu pulso e esperar alguns instantes até que a saliva seque. Se a região cheirar mal, é provável que sua respiração também.


Agora que você já sabe o que pode causar um hálito ruim, fique atento e busque ajuda o quanto antes. Para receber outros conteúdos exclusivos, assine agora a nossa newsletter!


Agende sua consulta na OtorrinoDF para ajudar-nos no seu diagnóstico.

0 visualização

 ASA SUL 

Endereço:

709/909. Centro Médico Julio Adnet - SEPS SEP Sul, Sia Lt A - Clínica 2, Subsolo - CEP: 70390-095

Navegue Até Nós

#maps_padrão_1.png
waze_02.png
Uber_100x100.png

 ASA NORTE 

Endereço:

Ed. Cléo Octávio - Em frente HRAN. Setor Médico Hospitalar Norte - CEP: 70710-100

Navegue Até Nós

#maps_padrão_1.png
waze_02.png
Uber_100x100.png

 TAGUATINGA 

Endereço:

Ed. Pátio Capital QS 3. - Pistão Sul. / Térreo
CEP: 71953-000

Navegue Até Nós

#maps_padrão_1.png
waze_02.png
Uber_100x100.png

Sobre a Otorrino DF

Consultas médicas, exames e cirurgias para pacientes com necessidades relacionadas ao ouvido, nariz e garganta.
Será um prazer receber você aqui em nossa clínica! 

Nossos Médicos

Os profissionais da clínica Otorrino DF buscam atualizações constantes em suas especialidades visando oferecer atendimento personalizado e humanizado a seus pacientes.

  • Instagram - Otorrino DF
  • YouTube - Otorrino DF
  • LinkedIn - Otorrino DF
  • Facebook - Otorrino DF
  • Twitter OtorrinoDF
bg otorrino pediatra df emergencia criança otorrinolaringologia asa sul asa norte brasilia distrito federal lago sul lago norte urgente ouvido nariz garganta adulto
nariz otorrino pediatra df emergencia criança otorrinolaringologia asa sul asa norte brasilia distrito federal lago sul lago norte urgente ouvido nariz garganta adulto
Clínica Otorrino DF © Todos os direitos Reservados