Entenda o que é rinite alérgica e 6 formas de se prevenir


A gente sabe bem como é, basta mexer em algumas caixas antigas e pronto! Isso já é o suficiente para dar início a uma reação bem desagradável com direito a coceira, nariz entupido e muitos espirros, não é? Pois saiba que você não está sozinho: a rinite é uma das doenças alérgicas mais comuns.


Neste artigo você vai entender tudo sobre o assunto: o que é rinite alérgica, quais são seus sintomas e formas de tratamentos. Ah, você também vai receber dicas importantes de como prevenir as terríveis crises. Vamos começar? Boa leitura!


O que é a rinite alérgica


Rinite alérgica nada mais é do que uma espécie de reação do nosso organismo a um elemento estranho. Ou seja, o nariz é a porta de entrada do oxigênio que, muitas vezes, vem carregado de poeira e poluição. 


Ao filtrar, umidificar e aquecer esse ar para que ele possa chegar até os pulmões, o sistema imunológico rapidamente detecta esses elementos. E aí ocorre uma reação exagerada na tentativa de defender-se e impedir que eles entrem no organismo.


A partir desse momento inicia-se todo o processo que você já conhece — uma onda de espirros, coceira e coriza que invade o corpo. Os causadores de uma crise alérgica são chamados de alérgenos. Quem possui rinite alérgica, geralmente tem uma crise ao inalar elementos como:

  • ácaro;

  • fungos;

  • pólen;

  • pelos de animais;

  • fumaça;

  • cigarro;

  • perfume;

  • ar frio ( ar-condicionado)

  • produtos químicos etc.


É difícil saber ao certo o motivo de uma pessoa ter alergia a determinados elementos e outra não. Porém, os portadores dessa doença têm 50% de chances de ter filhos com o mesmo problema.


Principais sintomas da rinite alérgica


Como já dissemos, a reação é imediata. Basta entrar em contato com o alérgeno para que a crise se manifeste. Conheça agora quais são os principais sintomas da rinite alérgica:

  • irritação no nariz, boca, olhos, garganta e pele;

  • coriza nasal constante;

  • obstrução nasal;

  • espirros;

  • olhos lacrimejantes;

  • coceira nos olhos;

  • coceira no nariz;

  • rouquidão.


Quando os sintomas se prolongam e a crise dura por mais tempo, é comum surgirem ainda tosse, dificuldade em sentir cheiros, gosto de alimentos e até diminuição da audição, dor de garganta e cabeça, inchaço nos olhos e fadiga.


Em geral, os sintomas passam sozinhos, porém, é imprescindível ter cuidado quando o paciente tem alguma outra complicação, como a asma, por exemplo. Nesse caso, a rinite é capaz de desencadear uma crise de falta de ar e cansaço. Além disso, ela também pode resultar em uma sinusite.


A rinite alérgica X sinusite


Apesar de alguns sintomas serem parecidos, como a obstrução nasal, espirros e tosse, as duas doenças têm causas e tratamentos bem diferentes. Enquanto a rinite alérgica é uma inflamação resultante de uma alergia, a sinusite é conseqüência de uma infecção.


No caso da sinusite, o muco que deveria sair pelo nariz acaba por congestionar as cavidades internas da face. Uma característica da doença é cor da secreção, que é amarelada ou esverdeada. Já no caso da rinite, ela é transparente. Quem sofre de sinusite também sente dores faciais, na cabeça e febre. Sintomas que não são comuns em uma crise alérgica.


Os tipos de tratamentos


Às vezes, pode ser difícil diferenciar uma doença da outra. Nesse caso, procurar um especialista, isto é, um otorrinolaringologista é o mais indicado. O profissional pode solicitar uma série de exames para chegar a um diagnóstico correto e preciso. A partir daí, é possível iniciar um tratamento eficaz no combate a rinite alérgica.


A doença não tem cura, porém, é possível controlar e até evitar os sintomas. É claro que cada tratamento depende da gravidade do caso, mas, em geral, ele é feito com:

  • cuidados para evitar o contato com os alérgenos, como a higiene do ambiente de trabalho e da casa;

  • lavagem periódica das narinas com soluções nasais ou soro fisiológico com o intuito de manter os canais sempre limpos;

  • medicamentos antialérgicos, descongestionantes e corticóides para amenizar as crises;

  • vacinas antialérgicas para os casos mais graves ou em que o paciente não pode evitar o contato com o alérgeno.


Porém, é importante lembrar que mesmo que alguns medicamentos possam ser comprados sem prescrição médica, é indispensável realizar um acompanhamento. Só dessa forma será possível controlar e evitar os sintomas com segurança.


As 6 formas de se prevenir


Para manter uma boa qualidade de vida é importante saber evitar as crises de rinite alérgica. Ou seja, existem alguns hábitos simples que, se colocados em prática no dia a dia, podem ajudar a evitar o desenvolvimento das crises. Veja quais são!


1. Fique longe dos alérgenos


Sim, parece lógico, mas é a forma mais eficaz de evitar os sintomas da rinite alérgica. Por isso, o primeiro passo é identificá-los, depois é só tomar o máximo de cuidado para não entrar em contato com nenhum deles.


2. Mantenha a casa ventilada


Ambientes muito fechados favorecem a proliferação de vírus e bactérias, assim como o ácaro e os fungos. Portanto, mantenha o ambiente sempre ventilado, arejado e permita que o sol entre pela janela. Esses cuidados devem ser diários.


3. Limpe o ambiente todos os dias


Um pano úmido é a melhor maneira de remover a poeira dos móveis e objetos. Outra boa dica é evitar a vassoura, pois ela espalha ainda mais o pó pelo ar. Evitar uso de aspiradores de pó convencional. Existe no mercado aspiradores específicos para alérgicos, consulte seu médico otorrinolaringologista .


4. Cuidados com os pelos dos animais


Se você tem animais de estimação é indispensável tomar cuidado. Mantenha-os sempre limpos e faça podas regularmente para evitar a queda excessiva de pelos. Cobrir os sofás e as camas com lençóis para que sejam lavados periodicamente também é uma boa tática.


5. Lave as roupas com água quente


Lave as peças que estavam guardadas há muito tempo com água quente. Dessa forma, você eliminará com mais eficácia os fungos e o ácaro. O mesmo vale para tapetes e cortinas que costumam acumular muita poeira.


6. Umidifique o ambiente


O clima seco possibilita que a poeira e a poluição permaneçam por mais tempo suspensos no ar, e isso agrava as crises de rinite. Por isso, é importante umidificar o ambiente. Uma toalha úmida ou uma bacia de água ao lado da cama já é o suficiente, mas, se possível, opte por umidificadores. Esses equipamentos, além de melhorar a qualidade do ar, têm filtros que removem as impurezas. Muito importante a limpeza corretas destes aparelhos, caso contrário, pode ser mais um fator desencadeante das crises devido acúmulo de fungos no recipiente de armazenar água.


Lembro que falamos apenas das rinites alérgicas, existem outras diversas que não tem relação com alergias.

Por fim, beba bastante água, mantenha uma alimentação variada e pratique exercícios físicos. Um corpo saudável é sinônimo de um sistema imunológico forte e resistente. 


Acrescenta Dr José Stenio Ponte, muitos pacientes portadores de desvio de septo nasal ao fazerem a cirurgia corretiva os sintomas da rinite melhoram muito , uma vez que melhora o fluxo ar pelo nariz e diminuem ,por conseqüência, o contato com esses alérgenos. Outra preocupação dos especialistas , é o uso excessivo de descongestionantes nasais(tópicos) , medicamentos estes que trazem muitos efeitos colaterais , desde arritmias cardíacas , dependência da droga e mesmo rinites pelo seu uso ( rinite medicamentosa) .


Agora que você sabe o que é rinite alérgica, já pode começar a colocar em prática todas as nossas dicas de prevenção! E se quiser receber outras informações relacionadas ao assunto, siga as nossas redes sociais. Estamos sempre compartilhando dicas relevantes sobre saúde. Até a próxima!


Agende sua avaliação da OtorrinoDF, temos profissionais competentes para melhor atendê-lo.

52 visualizações

 ASA SUL 

Endereço:

709/909. Centro Médico Julio Adnet - SEPS SEP Sul, Sia Lt A - Clínica 2, Subsolo - CEP: 70390-095

Navegue Até Nós

#maps_padrão_1.png
waze_02.png
Uber_100x100.png

 ASA NORTE 

Endereço:

Ed. Cléo Octávio - Em frente HRAN. Setor Médico Hospitalar Norte - CEP: 70710-100

Navegue Até Nós

#maps_padrão_1.png
waze_02.png
Uber_100x100.png

 TAGUATINGA 

Endereço:

Ed. Pátio Capital QS 3. - Pistão Sul. / Térreo
CEP: 71953-000

Navegue Até Nós

#maps_padrão_1.png
waze_02.png
Uber_100x100.png

Sobre a Otorrino DF

Consultas médicas, exames e cirurgias para pacientes com necessidades relacionadas ao ouvido, nariz e garganta.
Será um prazer receber você aqui em nossa clínica! 

Nossos Médicos

Os profissionais da clínica Otorrino DF buscam atualizações constantes em suas especialidades visando oferecer atendimento personalizado e humanizado a seus pacientes.

  • Instagram - Otorrino DF
  • YouTube - Otorrino DF
  • LinkedIn - Otorrino DF
  • Facebook - Otorrino DF
  • Twitter OtorrinoDF
bg otorrino pediatra df emergencia criança otorrinolaringologia asa sul asa norte brasilia distrito federal lago sul lago norte urgente ouvido nariz garganta adulto
nariz otorrino pediatra df emergencia criança otorrinolaringologia asa sul asa norte brasilia distrito federal lago sul lago norte urgente ouvido nariz garganta adulto
Clínica Otorrino DF © Todos os direitos Reservados