Ototoxicidade

Ototoxicidade é a propriedade tóxica para o ouvido - afetando principalmente a cóclea ou nervo auditivo, e em alguns casos para o sistema vestibular - que algumas substâncias possuem; uma ampla variedade de medicamentos podem ser ototóxicos e prejudiciais à audição humana.



Os Aminoglicosídeos são as drogas ototóxicas mais conhecidas, podemos citar de exemplo: a estreptomicina e a neomicina. Outro medicamento muito citado atualmente para o tratamento do Covid, e que também é ototóxico é a azitromicina. Perceberam algo em comum entre eles? Cuidado com os medicamentos com este final. Alguns quimioterápicos também podem ser prejudiciais à audição



Além disso, alguns outros fatores podem afetar a ototoxicidade, entre eles:

  • Dose e tempo do tratamento

  • Insuficiência renal subjacente

  • Uso de mais de uma substância com potencial ototóxico simultaneamente

  • Predisposição genética



Esses medicamentos ototóxicos não devem ser administrados quando houver a perfuração da membrana timpânica, dado que essas substâncias podem se difundir para a orelha interna. Quando o paciente é exposto a esse tipo de medicamento, a audição deve ser monitorada durante todo o tratamento.

61 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo