Noites mal dormidas? Conheça as principais causas do ronco!


Anoiteceu, a casa está silenciosa e todos os moradores já estão deitados para dormir. Depois de alguns minutos a tranquilidade é interrompida por um barulho alto, desagradável e nada afinado: o ronco. Conhecer as causas do ronco e tratá-lo é muito importante, já que o ruído pode apontar uma complicação mais séria e afetar a qualidade de vida do indivíduo. 


O fenômeno é um distúrbio muito comum relacionado ao sono. O ronco pode atrapalhar o descanso não apenas de quem ronca, mas também de quem divide a cama com ele. Em casos mais graves até a vizinhança se incomoda com o barulho. 


Dormir bem é fundamental para ter uma boa qualidade de vida, ser saudável e produtivo. O ronco está atrapalhando as suas noites de descanso? O seu parceiro está reclamando do barulho alto? Leia este texto até o final e descubra como voltar a ter noites silenciosas! 


O que é o ronco? 


O ronco é o som produzido quando os tecidos da garganta vibram com a passagem do fluxo de ar da respiração. É normal que o tônus muscular da faringe relaxe e reduza de tamanho enquanto dormimos. O barulho acontece quando o estreitamento é suficiente para dificultar o curso da respiração. 


Muitas pessoas roncam, mas estudos indicam que homens são mais propensos a roncar do que mulheres. Também é mais comum com o passar dos anos, mas crianças e jovens podem apresentar o distúrbio. 


Os ruídos podem ser altos, ásperos ou roucos. Quase todo mundo ronca de vez em quando, entretanto, é considerado uma patologia quando acontece com frequência.  


É comum que seja motivo de piada e risadas entre amigos e familiares. Quem nunca ouviu expressões parecidas com “fulano ronca como um trator” ou “fulana parece uma motosserra enquanto dorme”? 


Apesar de parecer inofensivo, pode indicar a presença de outras patologias e prejudicar a qualidade do sono da pessoa afetada e de sua família. É por isso que é tão importante se informar sobre o assunto e, se for necessário, buscar ajuda médica. 


Quais são as consequências desse problema?


Além de incomodar o cônjuge e atrapalhar a qualidade do sono de quem está com o distúrbio, o ronco pode ter uma série de consequências e indicar uma condição de saúde grave.  


Veja, a seguir, outros sintomas que podem indicar a presença de ronco durante a noite:

  • acordar com dor de garganta ou boca seca;

  • ter dificuldade em se concentrar;

  • sentir muita sonolência durante o dia;

  • ter dores de cabeça pela manhã;

  • sofrer com irritabilidade ou depressão. 


Apneia do sono 


O ronco é um dos sintomas de quem tem apneia do sono. Quem tem a doença sofre com várias interrupções na respiração com duração de pelo menos 10 segundos durante o sono. Isso significa que a faringe se fecha totalmente por algum tempo, impedindo a passagem do ar e provando, além do ronco, engasgos. 


Muitas vezes, a pessoa que está dormindo não percebe que isso aconteceu. O problema é que essas pausas na entrada de ar diminuem a concentração de oxigênio no sangue. A longo prazo isso pode causar ou aumentar o risco de doenças cardíacas. 


Quais são as causas do ronco? 


Já sabemos o que é o ronco e quais são as suas possíveis consequências no corpo humano. Agora, vamos conhecer alguns dos principais fatores que podem fazer com que as pessoas ronquem. 


Obesidade e gravidez


Pessoas obesas tendem a ter uma maior quantidade de gordura na região do pescoço. Quando o obeso dorme e relaxa a língua, esse excesso faz aumentar a vibração durante a respiração, o que provoca o barulho do ronco. O aumento no tecido também pode provocar a disfunção em gestantes e pessoas que estão acima do peso ideal. 


Fatores genéticos


Questões genéticas, como amígdalas e adenoides grandes, tecido extra na garganta, palato mole longo, úvula aumentados e desvio de septo também podem gerar os ruídos na respiração.      


Consumo de bebidas e tabagismo 


A ingestão de álcool e o consumo do cigarro provocam o relaxamento dos músculos da garanta e da língua o que, como já vimos, estreita a passagem do fluxo de ar e pode originar o ronco. Por esse mesmo motivo, relaxantes musculares e outros medicamentos também podem causar o distúrbio. 


Problemas respiratórios 


Pessoas que estão com nariz congestionado, seja por gripe ou resfriado, podem apresentar ronco. Ter alergias ou outros problemas respiratórios crônicos também contribui para que esse sintoma apareça.


Existem alguns distúrbios neurológico que levam a apneia. 


Como tratar o ronco? 


Quando o ronco é primário, apenas deitar de lado na cama pode amenizar o barulho. Isso acontece porque quando estamos deitados com a barriga para cima, a língua relaxa e atrapalha a respiração. Outras atitudes também podem melhorar o  sono e a saúde de modo geral:

  • praticar atividades físicas;

  • ter uma alimentação balanceada;

  • evitar o consumo de bebidas e cigarros (principalmente antes de dormir);

A melhor maneira de diagnosticar a causa do ronco é procurando um médico otorrinolaringologista. Após realizar os exames, o profissional pode indicar o melhor tratamento. 


O ronco pode ter várias causas, por isso, a forma de tratá-lo também varia de acordo com cada paciente. Em alguns casos, o distúrbio pode ser resolvido com a perda de peso ou a mudança de hábitos noturnos. Em outros, pode ser necessário realizar cirurgias e-ou outros tratamentos, como o uso do CPAP — aparelho que produz uma pressão constante nas vias aéreas com melhora a qualidade do sono e alguns caso de ronco primário ,uso de aparelhos intra-orais(AIO).Tem se estudado uso de marcapassos na língua com alternativas para tratamentos de alguns tipos de apneias nos EUA , estudos promissores e em avanço no Brasil. 


Acordar cansado, com dor de cabeça ou tontura não é normal. Dormir mal pode gerar, a longo prazo, diversos problemas de saúde, afetar a produtividade e gerar irritabilidade. Além de prejudicar a qualidade de vida de quem ronca, o problema pode também atrapalhar as pessoas que dividem o lar e precisam conviver com os ruídos. 


Neste post falamos sobre as principais causas do ronco. Você já conseguiu identificar o que pode estar provocando o seu ronco ou do seu cônjuge? Procure ajuda em uma boa clínica de otorrinolaringologia para conseguir identificar e tratar o distúrbio da melhor forma possível.


Mora algum “roncador” na sua casa? Você tem ou já teve esse problema? Queremos saber! Conte a sua experiência com esses temidos ruídos do sono nos comentários! Agende sua consulta com uma equipe especializada e preparada!

0 visualização

 ASA SUL 

Endereço:

709/909. Centro Médico Julio Adnet - SEPS SEP Sul, Sia Lt A - Clínica 2, Subsolo - CEP: 70390-095

Navegue Até Nós

#maps_padrão_1.png
waze_02.png
Uber_100x100.png

 ASA NORTE 

Endereço:

Ed. Cléo Octávio - Em frente HRAN. Setor Médico Hospitalar Norte - CEP: 70710-100

Navegue Até Nós

#maps_padrão_1.png
waze_02.png
Uber_100x100.png

 TAGUATINGA 

Endereço:

Ed. Pátio Capital QS 3. - Pistão Sul. / Térreo
CEP: 71953-000

Navegue Até Nós

#maps_padrão_1.png
waze_02.png
Uber_100x100.png

Sobre a Otorrino DF

Consultas médicas, exames e cirurgias para pacientes com necessidades relacionadas ao ouvido, nariz e garganta.
Será um prazer receber você aqui em nossa clínica! 

Nossos Médicos

Os profissionais da clínica Otorrino DF buscam atualizações constantes em suas especialidades visando oferecer atendimento personalizado e humanizado a seus pacientes.

  • Instagram - Otorrino DF
  • YouTube - Otorrino DF
  • LinkedIn - Otorrino DF
  • Facebook - Otorrino DF
  • Twitter OtorrinoDF
bg otorrino pediatra df emergencia criança otorrinolaringologia asa sul asa norte brasilia distrito federal lago sul lago norte urgente ouvido nariz garganta adulto
nariz otorrino pediatra df emergencia criança otorrinolaringologia asa sul asa norte brasilia distrito federal lago sul lago norte urgente ouvido nariz garganta adulto
Clínica Otorrino DF © Todos os direitos Reservados