top of page

Misofonia: Quando até o som da mastigação incomoda.


A misofonia é um intrigante fenômeno auditivo frequentemente incompreendido. Se você está em busca de uma visão especializada de um otorrinolaringologista, chegou ao lugar certo. Aqui iremos exploraremos as causas, sintomas, tratamentos e curiosidades sobre a misofonia de uma forma cativante e informativa, otimizada para motores de busca.

As causas da misofonia são complexas, envolvendo diversos fatores. Embora a origem desse fenômeno ainda seja objeto de pesquisa, a comunidade médica considera várias possibilidades. Predisposição genética, lesões na articulação temporomandibular (ATM) e distúrbios da cóclea podem influenciar essa experiência auditiva única.


Os sintomas da misofonia são verdadeiramente únicos. Imagine uma aversão extrema a sons comuns do cotidiano, como a mastigação ou o clique de um teclado. Isso pode levar a reações emocionais intensas, como ansiedade, raiva e até mesmo isolamento social. Quando o cérebro reage a esses estímulos sonoros, pode parecer uma luta ou fuga, algo que muitas vezes deixa as pessoas perplexas.


De acordo com dados da Universdidade de São Paulo (USP), estima-se que cerca de 150 mil pessoas recebem o diagnóstico de misofonia a cada ano no Brasil. Em todo o mundo, 15% dos adultos sofrem com a misofonia, de acordo com o Misophonia Institute.


O tratamento pode ser feito por meio da dessensibilização aos sons, com o objetivo de mudar a hiperativação do sistema límbico, além de terapia e meditação. Nos casos mais severos, pode ser necessário o uso de medicamentos.


A misofonia é uma condição auditiva desafiadora e complexa. No entanto, por meio de uma abordagem multidisciplinar, é possível gerenciar essa condição e melhorar a qualidade de vida daqueles que são afetados. Se você ou alguém que você conhece enfrenta a misofonia, saiba que existem opções de tratamento e apoio disponíveis, entre em contato com a gente.

222 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page