top of page

Ir além do óbvio: Quais cirurgias o otorrino realiza?


Você sabia que os otorrinolaringologistas não são apenas médicos, mas também verdadeiros cirurgiões habilidosos? Eles não só diagnosticam e tratam questões relacionadas aos ouvidos, nariz e garganta, mas também realizam procedimentos cirúrgicos que transformam vidas. 

Vamos explorar este mundo de precisão e cura e conhecer algumas das cirurgias realizadas pelos otorrinolaringologistas. 


Cirurgia para Sinusite - A sinusite crônica pode ser debilitante, causando dor facial, congestão nasal e até mesmo infecções recorrentes. A cirurgia endoscópica dos seios paranasais é uma opção para pacientes com casos graves ou persistentes. Durante o procedimento, um endoscópio é inserido através das narinas, permitindo que o cirurgião visualize e trate os seios paranasais obstruídos. Isso pode envolver a remoção de tecido inflamado, a ampliação das passagens nasais e a drenagem de secreções acumuladas. Essa abordagem minimamente invasiva geralmente resulta em menos dor e recuperação mais rápida do que as técnicas cirúrgicas tradicionais. 


Cirurgia para Otite - A otite média crônica é uma condição na qual o ouvido médio fica inflamado e infectado por longos períodos, muitas vezes resultando em perfurações no tímpano. Para corrigir isso, uma cirurgia chamada timpanoplastia é realizada. Durante a timpanoplastia, o cirurgião repara o tímpano danificado e remove qualquer tecido infectado ou anormal do ouvido médio. Isso pode ajudar a restaurar a audição e prevenir infecções futuras. 


Cirurgia para Pólipos Nasais - Pólipos nasais são crescimentos benignos que podem se desenvolver nas passagens nasais, causando obstrução nasal, congestão e dificuldade respiratória. Quando os pólipos não respondem ao tratamento medicamentoso, a cirurgia endoscópica nasal pode ser recomendada. Durante este procedimento, os pólipos são removidos e as passagens nasais são ampliadas, permitindo uma respiração mais fácil e reduzindo a chance de recorrência. 


Cirurgia para Desvio de Septo Nasal - O desvio do septo nasal é uma condição em que a parede que separa as duas passagens nasais é deslocada para um lado, causando obstrução nasal e dificuldade respiratória. A septoplastia é uma cirurgia realizada para corrigir esse desvio, reposicionando o septo no centro da cavidade nasal. Isso melhora o fluxo de ar através das narinas e pode aliviar sintomas como congestão nasal e ronco. 


Cirurgia para Adenoide e Amígdalas - Adenoides e amígdalas são tecidos linfoides localizados na parte de trás da garganta. Quando esses tecidos se tornam inflamados e aumentados, podem causar obstrução nasal, dificuldade para respirar e infecções frequentes. A adenoidectomia e a amigdalectomia são cirurgias comuns realizadas para remover esses tecidos, aliviando os sintomas e prevenindo infecções futuras. Essas cirurgias podem ser realizadas em conjunto e é chamada de adenoamigadalectomia. 


Cirurgia para Ronco e Apneia do Sono - O ronco e a apneia do sono são distúrbios comuns que afetam a qualidade do sono e a saúde geral. No caso do ronco, a cirurgia pode ser considerada quando outros tratamentos não são eficazes. Uma opção é a uvulopalatofaringoplastia (UPPP), na qual o cirurgião remove o excesso de tecido da garganta para abrir as vias aéreas superiores e reduzir o ronco.  Esse procedimento cirúrgico visam reduzir ou eliminar o ronco e as apneias, melhorando assim a qualidade do sono e a saúde geral do paciente. 


Cirurgia para Distúrbios da Mastoide - A mastoidite é uma infecção do osso mastoide, localizado atrás da orelha. Em casos de mastoidite crônica ou complicações associadas, como abscessos ou colesteatoma (cistos), uma cirurgia pode ser necessária para limpar e drenar a área afetada. Durante uma mastoidectomia, o cirurgião remove o tecido infectado e o pus acumulado na mastoide, ajudando a aliviar a dor, prevenir danos aos tecidos circundantes e reduzir o risco de complicações graves, como a disseminação da infecção para o cérebro. 


Cirurgia para Distúrbios do Nervo Auditivo - Neuroma acústico é um tumor benigno que se desenvolve no nervo auditivo, causando perda auditiva progressiva e outros sintomas neurológicos. Quando o neuroma acústico se torna sintomático ou ameaça a audição, a remoção cirúrgica do tumor pode ser necessária. Durante esse procedimento, conhecido como remoção do neuroma acústico ou vestibular, o cirurgião trabalha para preservar ao máximo a audição e proteger as estruturas nervosas circundantes, proporcionando alívio dos sintomas e uma melhor qualidade de vida para o paciente. 


Cirurgia para Doença de Ménière e Otosclerose - A doença de Ménière é uma condição crônica do ouvido interno que causa vertigem, zumbido nos ouvidos, perda auditiva e sensação de pressão no ouvido. Em casos graves e refratários a outras formas de tratamento, cirurgias podem ser consideradas para aliviar os sintomas. Isso pode envolver procedimentos como a descompressão endolinfática ou a vestibulocochlear neurectomia, que visam aliviar a pressão no ouvido interno e restaurar o equilíbrio. Já a otosclerose é uma condição na qual há crescimento anormal de osso no ouvido médio, causando rigidez na cadeia ossicular e resultando em perda auditiva condutiva. A estapedectomia é um procedimento cirúrgico realizado para substituir as estruturas do ouvido médio afetadas, como a estribo, com uma prótese, restaurando assim a transmissão adequada do som e melhorando a audição. 


Cirurgia para Distúrbios da Deglutição - Distúrbios da deglutição podem ser causados por uma variedade de fatores, incluindo obstruções mecânicas ou anomalias estruturais nas vias aéreas superiores. Dependendo da causa subjacente do distúrbio, diferentes tipos de cirurgias podem ser indicados. Por exemplo, em casos de estenoses esofágicas, pode ser realizada uma dilatação esofágica para alargar o esôfago e facilitar a passagem dos alimentos. Da mesma forma, cirurgias para remover obstruções, como tumores ou cálculos salivares, das vias aéreas superiores podem ser realizadas para restaurar a função normal da deglutição e prevenir complicações relacionadas à alimentação e à respiração. 



69 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page