Videolaringoscopia

O que é e para que serve o exame?

A videolaringoscopia é um exame diagnóstico que não necessita de preparo prévio e é realizado por um otorrinolaringologista. Normalmente, indicado para a avaliação de queixas na laringe que englobam: pigarro, rouquidão,  dor na garganta, presença de nódulos nas cordas vocais, refluxo, entre outros. 

Como o exame é feito?

O exame é rápido, feito no próprio consultório e não causa dor, entretanto pode causar um pouco de enjoo e assim pode ser aplicada uma anestesia local. 

 

A videolaringoscopia é feita com um aparelho vinculado a uma microcâmera que é inserida na boca do paciente e possibilita a visualização das estruturas ali presentes. A câmera do equipamento disponibiliza as imagens amplificadas que possibilitam a realização do diagnóstico do paciente. 

 

O exame pode ser feito com o aparelho dentro da boca ou nariz, porém a escolha depende do médico. Em crianças, o procedimento é feito com um equipamento flexível diminuindo o desconforto. 


Duração média

1 a 2 minutos

video_laringoscopia_exame_otorrino_pedia
videolaringoscopia_exame_otorrino_pediat

Videolaringoscopia

Por que realizar o exame?

O exame permite uma avaliação mais detalhada da cordas vocais e da laringe. Ele é essencial para a investigação de quadros de rouquidão, dor, tosse, entre outros sintomas da garganta, como pigarro e possibilita um tratamento adequado.

Como é realizado o exame?

É realizado pelo otorrinolaringologista com um telescópio laríngeo acoplado a uma fonte de luz e uma câmera que amplifica a imagem e registra todos os detalhes do exame.  É indolor, mas pode gerar algum desconforto (reflexo de náuseas) em pacientes ansiosos.

Indicações clínicas

Pode ser principalmente indicado para tabagistas crônicos e pessoas que trabalham com a voz constantemente, ou seja, cantores, palestrantes e professores. 

Recomendações relevantes

Manter a posição proposta pelo médico durante a realização do exame, a qual depende do tipo de aparelho utilizado (fibra óptica ou endoscópio rígido). É recomendável, mas não obrigatório, jejum de 2 horas antes da realização do exame.