Exame P300

O que é?

O P300, Potencial Evocado Auditivo de Longa Latência, é um exame que auxilia na análise relacionada à função cognitiva do paciente - que envolve a memória, capacidade de aprendizagem e atenção auditiva necessária ao processamento auditivo central, que está relacionado com a percepção, reconhecimento e classificação de um estímulo auditivo.

 

Por que fazer o exame?

O exame  P300 auxilia no diagnóstico e avaliação de algumas condições clínicas, tais como:

  • Transtorno de Déficit de Atenção

  • Síndromes Demenciais

  • Queixa de Alteração em Memória

  • Queixa de Alteração na Atenção/Concentração.

Como é feito?

Durante o exame o paciente é instruído a contar os estímulos sonoros, que são oferecidos ocasionalmente e informar esse número no final do teste.

São colocados eletrodos no couro cabeludo, na testa e nas mastoides, para registrar a onda elétrica gerada no momento que o paciente conta os estímulos sonoros.

O resultado do exame é analisado por um profissional de fonoaudiologia, que interpreta se a onda elétrica é ou não normal.

Esse exame deve ser realizado com o paciente acordado, atento e o mais quieto possível.

É uma abreviação para “potenciais evocados auditivos corticais relacionados a eventos” ou “Potencial Cognitivo P300”. Apresenta-se um estímulo auditivo para o paciente e, ao redor de 300 milissegundos após, registra-se uma onda. É essa onda que caracteriza o exame. Avaliam-se a cognição, a memória e a atenção auditivas que fazem parte do processamento auditivo central.

Recomendações

É necessário realizar limpeza da pele no local onde serão colocados os eletrodos, portanto, recomenda-se não utilizar maquiagem nem cremes no rosto. Também é importante estar atento e estar descansado.

Duração média: 20 a 30 minutos