Dr. Rafael Calsoni Gomes

"

Ter concluído a residência de otorrinolaringologia como destaque do ano, numa turma que contava com profissionais do mais alto nível, foi uma das minhas maiores conquistas.

"

Durante a graduação, Dr Rafael Calsoni Gomes se interessou primeiramente pela anatomia de cabeça e pescoço assim como pelos órgãos dos sentidos. Logo, a cirurgia o encantou também e  dessa maneira ele viu que poderia unir seus interesses e se aprofundar na área de otorrino e ajudar pessoas com seu trabalho. 

Formado e residente pela USP de Ribeirão Preto, Rafael Calsoni opera as principais cirurgias da otorrinolaringologia. Em sua área, ele poder atuar na realização de exames, na avaliação auditiva do labirinto, na realização da endoscopia nasal e laringoscopia. Além disso, é uma área clínica e cirúrgica, então o profissional também é apto a realizar cirurgias.

O médico conta que o que mais o motiva em seu ambiente de trabalho é a sensação de poder ajudar alguém e ressalta que a dedicação nos estudos e a busca constante por atualização são fatores cruciais para aqueles que desejam ingressar na medicina. Também, deve haver uma afinidade pela área e e prazer em lidar com pessoas diferentes a cada consulta. 

Quais são os principais motivos que te fizeram escolher a sua atual profissão?

Sempre me interessei pela área da biologia e mais ainda pela fisiologia humana. Como tenho alguns médicos na família, acabei criando gosto e coragem para a medicina.

 

Há quanto tempo a exerce?

Me formei como médico em 2014, quando comecei a trabalhar como plantonista. No ano seguinte ingressei na residência médica de otorrinolaringologia a qual concluí no início de 2018.

Você é cirurgião? De quais especialidades? Fale de cada uma delas: causa, sintoma, possível cura a partir de:

Sim, dentre elas a cirurgia das amígdalas e adenoide são as mais realizadas. Faço também cirurgias em  pessoas que apresentam roncos e amigdalites de repetição, do septo e cornetos nasais, para obstrução nasal, dos seios nasais,  para o tratamento de sinusite crônica, timpanoplastia, para correção de perfuração em tímpano, além de cirurgias estéticas, rinoplastia e otoplastia.
 

4. O que falaria para as pessoas que protelam ou sentem medo de fazer os procedimentos de sua área de atuação médica? 

Em primeiro lugar, o paciente precisa estar motivado para realizar exames, procedimentos e/ou cirurgias, precisa estar convencido de que terá um resultado benéfico. Segundo, protelar só agrava o quadro e pode piorar a situação em que se encontra.