Prevenção de doenças e o checkup médico

Atualizado: 14 de Jan de 2019



Foto divulgação: Freepik (Royalty free)

O período das férias é um ótimo momento para fazer um checkup e colocar os exames em dia para assegurar que a saúde está em bom estado. Muitas doenças podem ser evitadas com a visita ao otorrinolaringologista, como a otite*, a otosclerose** e o colesteatoma***. Com isso, é possível prevenir doenças e assegurar uma boa qualidade de vida. O teste do ouvidinho, por exemplo, possibilita a identificação de uma deficiência auditiva que, se realizado em recém-nascidos, permite o tratamento prematuro levando à uma estabilidade da audição.


Os sintomas mais comuns que levam o paciente a uma consulta são: obstrução nasal, dor de cabeça, dor na face, secreção nasal, dificuldade auditiva/surdez, zumbido, tontura, dor, secreção ou sangramento no ouvido, dor de garganta, rouquidão e roncos. Além dos sintomas citados acima, algumas doenças podem ser diagnosticadas pelo otorrino: rinite, sinusite, desvio de septo, amigdalite, faringite, otite e distúrbio do sono, por exemplo. Entretanto, vale ressaltar que a consulta não deve ser feita apenas quando se encontra um problema. O checkup é importante justamente para evitar que casos mais graves sejam desenvolvidos e para nortear o tratamento ideal.


O otorrinolaringologista e médico responsável técnico e diretor da Clínica Otorrino DF, José Stênio Ponte Dias Filho, destaca que muitos pacientes não querem operar, pois já se acostumaram com a atual condição. “Eu sempre dou o exemplo de que temos que viver o hoje e não deixar para amanhã. O paciente com desvio de septo que não quer operar, por exemplo, provavelmente já se acostumou com a respiração. Sempre digo que a qualidade de vida muda muito após a cirurgia. Temos que operar o quanto antes, inclusive antes dos sintomas aparecerem”, explica.


Alguns exames importantes que devem ser realizados ao menos uma vez por ano são:


Audiometria tonal limiar convencional: um exame de audição que tem por finalidade medir o nível mínimo de intensidade sonora percebida (pode detectar deficiências auditivas em crianças na fase pré escolar, melhorando o rendimento)


Audiometria vocal, que avalia a capacidade de detectar e entender os sons da fala (auxilia no diagnóstico de doenças do ouvido e na indicação de aparelho auditivo)


Endoscopia, que é a introdução de uma fibra óptica conectada a uma câmera nos orifícios nasais (essencial para a avaliação de pacientes com suspeita de rinossinusite, por exemplo)


Emissão Otoacústica, mais conhecido como EOA, é de grande importância para a avaliação da integridade das células ciliadas externas da cóclea e o funcionamento da orelha interna.


28 milhões de pessoas com surdez no Brasil


De acordo com dados de 2015 da Organização Mundial da Saúde (OMS), 14% da população brasileira sofre de surdez. Essa porcentagem tende a aumentar devido a diversos fatores, sendo um deles o aumento da expectativa de vida dos brasileiros e também a crescente exposição a ruídos cada vez mais altos.


A surdez e outras doenças citadas anteriormente podem ser prevenidas com a ida regular e precoce ao otorrino. Certifique-se de que possui um tempo livre e marque logo o seu checkup aqui!



*otite: é uma infecção do ouvido médio. Normalmente costuma ser dolorosa devido à inflamação e acúmulo de secreção no ouvido.

**otosclerose: é uma doença hereditária que afeta o ouvido e provoca perda progressiva da audição podendo causar surdez.

***colesteatoma: é o crescimento anormal de pele no interior do canal auditivo, atrás do tímpano, e que pode ser identificado por meio da saída de secreção de odor forte do ouvido, zumbido e alterações na capacidade auditiva, por exemplo.

105 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo